Entender como montar uma equipe jurídica de sucesso é a melhor garantia de tranquilidade a longo prazo, evitando problemas.

Pensando nisso, o foco desse post é ensinar como você pode fazer isso na prática, através de uma seleção interessante e diferente.

Então, deixe de lado aquela ideia de contratar apenas porque “acha que pode dar certo” e descubra como realmente fazer o seu escritório alavancar.

Boa leitura!

1. Entenda que a equipe funciona como um corpo humano

Para começar esse post, é preciso destacar uma questão que pode até passar na sua cabeça, mas que muitos profissionais acabam deixando de lado.

Equipe se refere a uma unidade, composta por vários membros, mas que atuam com um objetivo comum.

Isso quer dizer que essas pessoas não precisam ser iguais, e provavelmente não serão.

Porém, a equipe toda deve ter esse objetivo em comum como um foco a ser seguido.

Neste cenário, não existe muito espaço para chefes ou subdivisões, a não ser é claro pela questão da atividade exercida.

Vamos com calma, a ideia é que a sua equipe deve saber qual direção seguir, um objetivo ou meta que seja claro.

A partir disso, cada profissional pode ser especialista em determinada área, mas todos atuam em conjunto.

Inclusive você, que seria o chefe, deve assumir uma posição de liderança.

Ser líder significa agir de acordo com aquilo que você prega, estar ao lado da sua equipe, ensinar, tirar dúvidas e, mais importante que tudo, nunca estar distante.

Para que as coisas funcionem, você deve ter a sua presença no trabalho, mostrando empenho para que tudo dê certo.

2. Montar uma equipe jurídica de sucesso – Defina quais profissionais você precisa ter

Se você está pensando em abrir um escritório de advocacia de maneira autônoma, provavelmente já sabe qual ramo é a sua preferência.

Por exemplo, alguns escolhem o direito civil e administrativo, enquanto outros focam no direito digital, ambiental ou criminal.

Portanto, existem diversas opções, que variam de acordo com a sua formação, um curso online que fez e considera interessante e assim por diante.

Neste cenário, é bastante comum que você comece apenas com enfoque em uma determinada área e, depois, acabe expandindo o campo de atuação.

Seja como for, você deve escolher profissionais que estejam de acordo com essa área.

Assim, não adianta você querer muito atuar na área de direito civil e contratar uma equipe focada em direito ambiental.

As questões a serem pensadas não são as mesmas e o conflito é quase uma certeza.

Dessa maneira, converse com as pessoas interessadas na vaga que você tem.

Logo, questione sobre os interesses profissionais, desejo de especialização ou prática e assim por diante.

Uma dica é nunca deixar claro o que você está procurando logo de cara, para evitar profissionais que vão aceitar qualquer tipo de emprego, mas que, na realidade, querem atuar em outra coisa.

Lembre-se: uma equipe jurídica de sucesso atua em conjunto, com metas e objetivos comuns.

3. Avalie talentos e nunca a idade do profissional

Um dos erros comuns em quem está começando um negócio, é optar pelas ideias de que os extremos são sempre a melhor opção.

Por exemplo, alguns acreditam que os jovens são a melhor opção porque ainda não foram “corrompidos” por nenhum sistema e podem aprender a seguir o seu negócio mais rapidamente.

Já outros, acreditam que pessoas mais velhas são mais experientes e podem agir mais rapidamente diante de um problema.

A questão é que não existe uma regra e tanto um como o outro por ou não funcionar.

Primeiramente, idade não é sinônimo de conhecimento ou de capacidade.

Em segundo lugar, existem pessoas que possuem um talento nato para determinadas coisas, enquanto outros possuem experiência.

Em terceiro lugar, você deve pensar no que será melhor para compor a sua equipe.

Portanto, antes de escolher quem será o seu novo parceiro, tenha uma conversa sincera sobre a área de atuação.

A dica é avaliar como aquele indivíduo se comporta, desde o momento que entra pela sua porta, seja com você, com outros candidatos, com a equipe já selecionada e até mesmo com o porteiro.

Então, você será capaz de reconhecer e reter esses talentos, que são essenciais para montar uma equipe jurídica de sucesso.

4. Montar uma equipe jurídica de sucesso – Descubra o que motiva a sua equipe

Antes mesmo da contratação, é possível observar o que funciona como estímulo para as pessoas que estão à sua volta.

Geralmente, as principais motivações incluem:

  •         Bom recebimento pelo trabalho;
  •         Aumento na qualidade de vida;
  •         Estabilização no mercado;
  •         Oportunidade de crescimento e assim por diante.

Em um curso online, você descobre que a motivação pode envolver a questão financeira, mas que é preciso buscar além disso.

Veja, profissionais que pensam unicamente no dinheiro, ficam confortáveis depois de conseguir o trabalho.

O resultado é uma equipe que não busca avanço.

Não à toa, é essencial buscar profissionais que realmente querem crescer e aprender mais.

Para isso, lembre-se de criar um plano de ação composto por metas e objetivos que, em conjunto, podem ser alcançadas.

Isso tudo, sem deixar de avaliar cada um dos seus funcionários, sejam eles advogados, atendentes e outros.

5. Gestão – Além de montar uma equipe jurídica de sucesso

Indo um pouco além da seleção da equipe, é preciso garantir que todas essas pessoas realmente sabem o que estão fazendo e os resultados do trabalho.

Justamente por isso, a gestão de pessoal é fundamental.

Portanto, para uma boa gestão, você vai precisar:

  •         Conversar individualmente quando necessário;
  •         Conversar em grupo;
  •         Apresentar todas as metas e números do seu negócio;
  •         Incluir o reconhecimento pelo trabalho e esforço da equipe e de cada um;
  •         Fazer feedbacks do escritório;
  •         Ouvir a opinião do público e repassar aos funcionários;
  •         Definir parâmetros de atuação e comportamento no trabalho;
  •         Entender que cada parte da equipe é uma pessoa única;
  •         Pensar em esquemas de carreiras personalizadas, entre outros.

Através de uma boa gestão, você evita erros e problemas enquanto garante o futuro do seu negócio.

 

Por fim, ainda ficou com alguma dúvida?

Não deixe de compartilhar aqui nos comentários ou aproveite para comentar as suas dicas, experiências e até o que gostaria de ver aqui na página do nosso site.

Grande abraço e até o próximo post!