O crescimento no setor de TI

O crescimento no setor de TI

Uma pesquisa realizada pela consultoria startup GeekHunter, referência em contratação de TI, descobriu que o total de vagas abertas no setor de tecnologia da informação aumentou 310% em 2020. E, de acordo com o Banco Mundial, cerca de 420 mil novos empregos serão criados nesta área até 2024. São números muito impressionantes, especialmente se tivermos em conta a crise económica que vivemos e a elevada taxa de desemprego.

 

Se, por um lado, a pandemia causou instabilidade em diversos setores da economia, por outro, o isolamento social obrigou as empresas a acelerar os processos de transformação digital, aumentando a demanda por especialistas em TI. Para as startups, a busca por inovação e a necessidade de mover os negócios para o ambiente digital têm sido os motores fundamentais desse crescimento. Além disso, de acordo com o referido levantamento, o número de empresas ativas na plataforma GeekHunter com vagas abertas a profissionais de TI, principalmente na área de desenvolvimento de software e Data Science, aumentou quase 15%.

 

Empresas de todos os nichos e tamanhos que tiveram que investir, em maior ou menor grau, em tecnologia para sobreviver e crescer em meio à crise, mas o estudo WW Covid-19 – Impacto nos gastos com TI – apontou para organizações de saúde e educação . eram os profissionais de TI que mais precisavam de contratação. Na área da saúde, desenvolve pesquisas e gerencia processos diretamente relacionados ao combate ao coronavírus. As empresas educacionais, por outro lado, precisavam investir em educação a distância, adequar as formas de ensino aos ambientes virtuais e adquirir tecnologia que garantisse a perenidade dos negócios.

 

As previsões para 2021 são muito animadoras: a startup acredita que o setor de tecnologia continuará se expandindo por muitos anos e prevê um crescimento de mais de 300% em relação a 2020.

 

Universidades treinam profissionais de TI

O aumento da demanda por profissionais de tecnologia da informação se reflete no grande número de matrículas em cursos como Análise e Engenharia de Sistemas, Ciência de Dados e Análise Comportamental, Desenvolvimento de Software, Gestão de Tecnologia da Informação e Sistemas para Internet.

O crescimento no setor de TI

O setor de tecnologia é fundamental para a continuidade dos negócios de praticamente todas as empresas pós-pandemia. O mercado tem abraçado profissionais de diversas áreas, como matemáticos, estatísticos, programadores, cientistas da computação e engenheiros. Portanto, é necessário oferecer treinamentos especializados que atendam às especificidades do mercado.

 

O Especialista em Dados e Comportamento deve ser capaz de coletar, analisar, mensurar e transformar os dados coletados pela empresa em informações relevantes. Esse profissional pode ser o centro das atenções na empresa em termos de análise de dados, orientação de mineração de dados, seleção de métodos ou pode fazer parte de uma equipe e desempenhar um papel mais específico, coletivo e responsável em um projeto maior.

 

Acredita-se que os cursos de informática são relevantes há décadas devido ao contexto de virtualização de muitos dos processos da nossa vida e do dia a dia. Devido à pandemia, o aumento da atividade online tornou os profissionais indispensáveis ​​para as empresas.

 

Se o setor de TI estiver em plena expansão, a Data Science se tornará ainda mais relevante para o mercado. 

 

O Centro de Tecnologia de Florianópolis mostra crescimento promissor em 2020

Florianópolis possui mais de quatro projetos tecnológicos e inovadores. De pequenas start-ups em incubadoras a grandes empresas, o setor responde por 14% do PIB da capital catarinense, segundo a prefeitura.

 

As primeiras incubadoras de empresas de tecnologia surgiram em meados da década de 1980, quando surgiram as primeiras graduações na área. Hoje, mesmo com salários acima da média nacional, o setor ainda sofre com o não atendimento à demanda por profissionais. De acordo com o Tech Report 2020, da Associação Catarinense de Tecnologia (Acate), a falta de mão de obra especializada é um grande problema para o setor de inovação em SC.

 

Ainda, de acordo com o relatório, o estado iniciou 2020 com cerca de mil vagas abertas de TI, 48,9% delas na capital. Estudo da Associação aponta que o índice de evasão nos cursos de tecnologia é bastante alto: apenas 11,4% dos que se inscrevem nos cursos de bacharelado em tecnologia os concluem.

 

Interessado na área de informática ou quer incrementar seu currículo? Clique aqui!

 

Continue lendo nosso site!